IMPRENSA MARKETING

5 razões pelas quais as start-ups devem investir em social media | LINK TO LEADERS

Num artigo escrito para o “Link to Leaders” destaco cinco razões pelas quais as start-ups devem investir nas plataformas digitais, de forma a tirarem o seu maior partido.

1. Aumentar o conhecimento sobre o mercado

As redes sociais são uma excelente fonte de pesquisa e de informação, pois é nestas comunidades sociais que o público-alvo interage, partilha informações e faz recomendações. Aproveitar estas interações para obtenção de insights relevantes é um bom ponto de partida para o envolvimento e presença nas redes com a sua marca. Através deste processo, a marca tem também a possibilidade de aprender o que é importante para os seus consumidores. Esta aprendizagem facilita o processo de construção da marca em si e desenvolve lealdade ao produto, na medida em que é possível manter o diálogo constante com a audiência.

2. Melhorar a otimização nos motores de busca

As redes sociais têm vindo a ganhar terreno aos motores de busca, pois as pessoas, quando procuram feedback sobre produtos ou informação relacionada, primeiro recorrem às redes sociais, em vez de confiarem nos motores de busca. Contudo, esta questão deixou de fazer tanto sentido desde que algumas redes sociais foram indexadas nos motores de busca. O SEO (Search Engine Optimization), como conhecemos hoje, tem grande importância, uma vez que cerca de 90% das pessoas confiam em empresas com sites nas primeiras posições dos resultados orgânicos dos motores de busca. As tendências indicam que as redes sociais ocuparão um papel cada vez mais importante em SEO, porque, em muitas situações, o conteúdo validado pelos amigos já ganha prioridade nas buscas e o conteúdo otimizado pela empresa já está a ficar em segundo lugar.

3. Aumentar a notoriedade e confiança na marca

As redes sociais são excelentes ferramentas de branding e que podem ser utilizadas para aumentar a notoriedade e a reputação da marca. A notoriedade da marca tem como objetivo que a mesma se torne «memorável» para o seu público-alvo e que faça parte do top of mind do consumidor, durante a tomada de decisão de compra. As redes sociais poderão ajudar a alavancar a reputação da empresa e estabelecer relações mais frequentes e relevantes com o público. Podem também contribuir para ajudar a melhorar a confiança e a presença da empresa, estabelecer parcerias e aumentar o sentimento positivo e de lealdade. É importante também antecipar eventuais conflitos que possam existir, para que se elabore um plano de gestão de crise.

4. Criar anúncios mais eficazes

A grande vantagem da publicidade nas redes sociais não tem tanto a ver com o seu alcance, que também é grande, mas sim com oportunidade de segmentar e atingir exatamente o público-alvo que pretendemos. Por exemplo, no caso do Facebook, os utilizadores facultam nas suas páginas dados como, por exemplo, onde vivem, sexo, idade, interesses, o que contribui para uma maior precisão. Esta informação permite a um anunciante no Facebook atingir exatamente as pessoas certas e anunciar o produto ou serviço para os perfis sociodemográficos e psicográficos mais indicados, maximizando o investimento publicitário e gerando maior eficácia.

5. Melhorar o serviço ao cliente

Através das redes sociais, as start-ups têm oportunidade de responder aos seus clientes em tempo real. A capacidade de detetar problemas e ajudar os clientes a encontrar respostas é um fator que deve ser aproveitado pelas empresas que queiram melhorar o seu serviço de apoio ao cliente. As redes sociais permitem às empresas aumentar a eficiência do seu serviço de apoio ao cliente e melhorar os índices de satisfação, sem terem de, necessariamente, aumentar os custos das operações.

No caso do Facebook, o Messenger vai progressivamente tornar-se num ecossistema para aplicações com múltiplas finalidades, para além da sua atual utilização como ferramenta de conversação. Convertê-lo no canal de Social Customer Care mais relevante para as marcas, com recurso a chatbots, em detrimento do email e telefone, é uma das apostas do Facebook e as start-ups poderão beneficiar destas funcionalidades.

 

LER ARTIGO

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply