MARKETING

A geração Millennial e as Redes Sociais

Os gestores e marketers de hoje devem prestar alguma atenção a esta nova geração de consumidores nascidos entre 1980 e 2000. Estes consumidores, muitos deles já «decisores» constituem já cerca de 20% da população global.

Também conhecidos como Echo Boomers, geração Y ou Millennials, estes cresceram no mundo digital onde telemóveis, mensagens de texto e portáteis são imprescindíveis no seu dia-a-dia.

No seu artigo para a revista Time, Josh Sanburn cruza várias pesquisas para tentar entender qual é o perfil dessa geração e o seu impacto futuro na sociedade.

Descrita no artigo como uma geração tão excitante quanto ameaçadora, os Millennials são uma realidade que, daqui pra frente, tende a mudar completamente a maneira como as pessoas convivem em sociedade.

De acordo com este artigo da Time, os Millennials são:

  • Optimistas
  • Mais pragmáticos, menos sonhadores
  • Vivem em um mundo sem grandes líderes políticos, mas são fascinados por celebridades
  • Acreditam em Deus, mas não são chegados à ideia de religião (porque não se identificam com nenhuma grande instituição)
  • São bem informados, mas inactivos
  • Não prescindem dos seus smartphones e gadgets

O que os distingue das gerações anteriores?
Ao contrário da geração anterior, os Millenials não são tão influenciados por mensagens da marca, o que é compreensível, não fosse esta a geração mais exposta a publicidade do que qualquer outra na história do consumo. Quando a fronteira entre os produtos da sua marca e os da sua concorrência é ténue, os Millennials contam com as opiniões dos seus amigos online (peer-to-peer).

Em termos de presença nas redes sociais, e de acordo com um estudo da Chief Marketer, embora os Millennials continuem a usar mais o Facebook do que qualquer outra rede social (93%),verifica-se que outras redes mais de nicho têm cada vez maior expressão (Twitter 53%, Google+™ 45%, LinkedIn™ 32%, Tumblr 31%, Pinterest 26% e Instagram 19 %).

De facto, os Millennials utilizam o Facebook para todas as suas necessidades nas redes sociais, porém alguns utilizadores estão a encontrar noutras redes melhor conveniência para determinadas actividades. Por exemplo, quando pretendem partilhar ideias ou inspiração para um hobby, alguns preferem o Pinterest ou o Twitter. Quando querem actualizar o seu status, o Twitter é a primeira escolha para cerca de um quarto dos Millennials.

Quando o pretendido é fazer check-in, para alguns o Foursquare é a melhor forma de o fazer.
De acordo com o Scarborough Research Report 2012, o mobile desempenha um papel significativo nesta geração: 61% dos Millennials tem smartphones e a maioria – 51% – utiliza-o para aceder às redes sociais.

Os gestores e marketers que pretendam alcançar o target dos Millenials deverão começar por estudar os seus comportamentos.
Planear uma campanha no Pinterest, por exemplo, deverá reflectir a sua criatividade e desejo de inspiração. Uma campanha no Tumblr deve ser informal e dar um ângulo mais divertido associado a um tema. O Facebook, apesar de já ter alguns concorrentes, é uma rede que não deve ser descurada, pois continuará a ser uma rede social dominante no futuro previsível.

Estas e outras tendências sobre a emergência das redes sociais e o seu impacto nas marcas podem ser encontradas

Aqui

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply