MARKETING

Social Listening: Dicas e Ferramentas

Social Listening: Dicas e Ferramentas

O Social Listening é onde o plano de redes sociais começa. Antes da definição dos objetivos, escolha do mix de redes sociais, da publicação de conteúdos, de anunciar nas redes e medir o retorno do investimentos, é necessário perceber o que o seu público-alvo diz sobre a sua marca, como anda a sua concorrência, quem são os influenciadores na sua área de negócio. Esta função não é exclusiva da fase de planeamento, pois deverá fazer parte da monitorização que se recomenda que seja pelo menos diária.

OwnedPaidEarnedMedia_1

As marcas que utilizam boas práticas de social listening e de monitorização de redes sociais são capazes de identificar tendências, responder às necessidades dos consumidores muito mais rapidamente e construir relacionamentos one-to-one com potenciais consumidores, e tal traduz-se em vantagem competitiva.

Ferramentas de Social Listening

Existem diversas ferramentas de Social Listening, algumas gratuitas e outras com subscrição paga. Seguem-se alguns exemplos (que não se esgotam nesta seleção) além de obviamente as estatísticas que as próprias redes sociais facultam:

Na minha opinião, existem umas mais completas do que outras mas não nos podemos esquecer que, apesar da automatização tecnológica nos facilitar a vida poupando-nos tempo, existe a necessidade de refletir sobre os outputs destas ferramentas e cruzá-los com outras variáveis. O “olho”, ou melhor neste caso, o “ouvido” humano continua a ser a melhor ferramenta de escuta ativa, ou pelo menos que a que deverá ter um papel agregador e crítico em relação a análise dos resultados que estas ferramentas nos facultam.

Criação de rotinas de monitorização

Para uma monitorização eficaz é recomendável criar uma lista de palavras-chave relacionadas com o seu público-alvo e com a sua área de negócio.

Numa fase seguinte é útil criar categorias para organizar menções e assim facilitar a sua interpretação e perceber o que as pessoas estão a dizer sobre a sua marca e sobre a sua concorrência. É importante também prestar atenção à análise de sentimento. Mais do que a quantidade de vezes que a marca é referida, é necessário perceber o tom em que tal acontece.

Algumas das ferramentas enunciadas anteriormente, sobretudo as mais completas, fazem esta análise categorizando como sentimento positivo, negativo e neutro. Sendo que ao clicar em cada um destes gráficos é possível identificar os utilizadores e depois monitorizar os comentários.

Através desta análise de sentimento é também possível identificar influenciadores e criar relação de forma a aumentar o alcance da nossa mensagem.

Criar um Social Media Playbook

Uma escuta ativa nas redes sociais e a sua monitorização implica estar preparado para dar resposta ao feedback negativo. É recomendável criar um plano de gestão de crises antes que seja tarde demais.

Partilho dois exemplos úteis sobre como fazê-lo:

Social Media Playbook:
Everything Your Company Needs to Know to Succeed on the Social Web
Ver Aqui

A Social Playbook to Guide Your Company’s Social Strategy
Ver Aqui

Por fim, resta-nos não esquecer que a monitorização requer recursos (investimento financeiro, tempo e recursos humanos especializados e ferramentas apropriadas), e estar consciente que esta mais do que uma tarefa, esta deverá ser uma prioridade para uma estratégia de redes sociais bem-sucedida.

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply