MARKETING

Street Art loves Lisbon. Lisbon loves Street Art.

Street Art loves Lisbon & Lisbon loves Street Art

Arte urbana, street art, arte pública, arte de rua…são diversas as denominações para o movimento que prolifera nas grandes cidades.

Lisboa está na moda no diz respeito a esta expressão artística e tem vindo a ser, cada vez mais, palco deste fenómeno global que nasceu nas ruas do Bronx, Nova Iorque, na década de 60. A cidade tem vindo a encher-se de cor, rostos e palavras. Em poucos anos, a capital transformou-se numa “cidade amiga do graffiti”, com referências elogiosas na imprensa internacional.
streetart3Na perspectiva do marketing, existe uma oportunidade para a cidade de Lisboa para explorar novos nichos no mercado do turismo.

Da mesma forma que várias marcas globais como a adidas e a Nike, por exemplo têm vindo a tirar partido da arte urbana recorrendo a elementos desta expressão artística incorporando-a nos seus produtos ou utilizando-a nas suas estratégias de comunicação com o seu target, também as cidades têm a ganhar pela associação e promoção desta forma de arte. Bem sabemos que o “city marketing” tem características muito peculiares e que nem tudo o que é aplicável ao mundo das marcas é aplicável às cidades, mas ainda assim, o tema merece alguma reflexão.

A imagem de uma cidade é o resultado de um conjunto de ideias e percepções que diferentes grupos de pessoas partilham sobre si. Como tal, algumas estratégias de marketing como a criação ou consolidação de um posicionamento, símbolos visuais e eventos são importantes para a criação de associações positivas e que se distingam na mente do seu público-alvo. Neste sentido, a street art pode desempenhar aqui um papel de destaque como factor de diferenciação atraindo um novo perfil de visitantes para a cidade e criando novas associações com Lisboa criando novas afinidades e comportamentos.

streetart4

Em suma, a arte urbana tem sido utilizada no mundo das marcas como facilitadora da comunicação entre marca e target, um veículo de afinidades entre produto e consumidor, e Lisboa tem muito a ganhar ao explorar este fenómeno como produto turístico.

E porque em Agosto a cidade de Lisboa está mais propícia à circulação fica desde já a sugestão para que se convertam neste público-alvo e que explorem os circuitos de arte urbana. Para facilitar existe já um livro-mapa da street art de Lisboa com GPS incluído, onde são mostradas e localizadas cerca de 200 obras. Fica também desde já feita a sugestão para uma visita à exposição do VHILS no Museu da Electricidade. E de caminho, paragem obrigatória em Alcântara para os amantes da história. Na Rua de Cascais é possível contemplar o projecto 40 Anos 40 Murais inaugurado este ano e que pretende celebrar o aniversário do 25 de Abril dando nova vida a murais políticos, que muitos se recordam de 1974, mas que outros, sobretudo das novas gerações nunca viram.

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply