MARKETING

Sugestões para um Natal mais “eco”!

Se é verdade que o natal é uma época de maior consumo, também é verdade que num contexto de crise como aquele em que vivemos as prioridades relativizam-se. É portanto, uma oportunidade para os presentes sustentáveis, uma combinação perfeita entre compras mais económicas no que concerne ao consumo de recursos, quer económicos quer ecológicos.

Então quais são as dicas para um Natal mais sustentável? Além da sugestão óbvia de optarmos por produtos sustentáveis, isto é produtos que apresentem um menor impacto ecológico, económico e social que os seus alternativos convencionais, existem algumas práticas que poderão também contribuir para uma pegada natalícia mais ecológica. Estas dicas enquadram-se na máxima dos 3 Rs associados à sustentabilidade, nomeadamente, reduzir, reciclar e reutilizar. Para além dos 3Rs devemos procurar previligiar a produção local, ou seja, produtos nacionais ou da nossa região. É de salientar que muitos dos produtos de marcas internacionais têm associados uma elevada pegada de carbono oriunda do impacto do transporte, o que contribui significativamente para as emissões de efeito estufa e do aquecimento global. Feiras de artesanato local e comércio tradicional são um bom local para a compra de presentes mais sustentáveis. E além disso, presentes feitos localmente, muitas vezes têm uma história para contar que fazem destes produtos únicos quando comparados com os produtos “mass market” das marcas internacionais.

Seguem-se então algumas sugestões:

Reduzir: O primeiro passo para diminuir a pegada ecológica das nossas compras natalícias  é sem dúvida reduzir o que consumimos. Dado o contexto de crise em que vivemos, é necessário repensarmos aquilo que compramos. É também tempo de previligiarmos aquilo que em inglês se denomina “what money can’t buy”. Muitas vezes as melhores ofertas não são bens materiais mas sim os afectos e o tempo que dedicamos àqueles que nos são próximos. É neste contexto que o conceito de “prosumer” ganha cada vez mais terreno face ao “consumer”. O “prosumer” são todos aqueles indivíduos que ao invés de consumirem tornam-se também produtores dos artigos que consomem. Uma boa sugestão para presentes de Natal com este enquadramento são plantas aromáticas ou ornamentais, que para além de ser um presente “natural” promove também o conceito de economia e conveniência. Alguns projectos nacionais interessantes: Stufa conceptO Meu Amor é VerdeCantinho das AromáticasKit Horta.

Re-utilizar: Após pensarmos em reduzir o que consumimos, podemos agora procurar reutilizar alguns dos produtos que temos dando-lhes uma segunda vida através da reutilização. É o caso dos objectos e móveis antigos que ganham nova vida através da reutilização. Vale a pena considerar as sugestões da “E viveram felizes para sempre” e Atelier Maria Moinhos na Lx Factory, Ecoholic em Campo de Ourique.

Reciclar: Muitas marcas têm desenvolvido excelentes produtos utilizando materiais reciclados. Ao apoiarmos estas marcas estamos a contribuir para reduzir o fluxo de resíduos, promovendo o conceito de fazer melhor uso dos materiais disponíveis. Boas sugestões de Natal neste âmbito são por exemplo a oferta da “TELA BAGS” (www.telabags.net/), que transforma materiais cujo destino seria o lixo numa variedade de acessórios originais.

Para quem quer enveredar por um Natal mais sustentável fica também a sugestão para a visita do Mercado de Natal que irá decorrer no Campo Pequeno de 1 a 5 de Dezembro e onde muitas destas sugestões se encontram à venda.

Votos de um Natal mais “eco”!

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply